ABCD - 08/10/2021 - 16:50:28

 

Com avanço do enfrentamento da pandemia, São Bernardo amplia medidas de flexibilização

Com avanço do enfrentamento da pandemia, São Bernardo amplia medidas de flexibilização

 

Da Redação com agências

Foto(s): Divulgação / Ricardo Cassin / PMSBC

 


A Prefeitura de São Bernardo ampliou, nesta sexta-feira (8/10), as medidas de flexibilização destinadas às atividades econômicas e sociais do município. A ação, possível graças ao avanço do enfrentamento da pandemia na cidade, está regulamentada no decreto municipal nº 21.743, publicado nos atos oficiais (Notícias do Município), e permite a extensão do horário de funcionamento dos setores até às 23h, com tolerância de uma hora, ou seja, até às 24h, e capacidade de 100% da ocupação.

Conforme explica o prefeito de São Bernardo, Orlando Morando, a ampliação da flexibilização só é possível graças às quedas nas taxas de ocupação de leitos municipais destinados a pacientes com Coronavírus, bem como dos casos e óbitos relacionados à doença e, também, devido à ampliação da vacinação contra a Covid-19 no município. “Nos pautamos pela prudência e pela necessidade de proteção à vida desde o início da pandemia, tanto que nossas medidas de restrição sempre foram mais severas do que as estabelecidas pelo Governo do Estado. Agora, entendemos que é possível afrouxar um pouco mais as regras, sempre com responsabilidade, e com a manutenção dos cuidados para prevenção do vírus”, observa.

A partir desta sexta-feira (8/10), todas atividades econômicas, sociais, administrativas e religiosas, incluindo cultos e igrejas estão autorizadas a funcionar até às 23h, com tolerância de uma hora, até às 24h, com até 100% de sua capacidade de ocupação. No caso dos buffets, os locais poderão funcionar com até 100% de ocupação, até às 2h, com tolerância de uma hora, até às 3h, observados os protocolos sanitários estabelecidos.

Já os eventos, shows, espetáculos e atividades de entretenimento, somente poderão ocorrer mediante a apresentação de comprovante vacinal correspondente à faixa etária, com público sentado, sendo vedado o serviço para público em pé. Neste caso, o horário de funcionamento fica permitido até às 2h, com tolerância de uma hora, até às 3h. No que diz respeito à capacidade máxima para tais eventos, a ampliação será gradativa: até dia 15 de outubro, fica estabelecido o limite até 30%; entre 16 e 31 de outubro, de até 50%; e, a partir de 1º de novembro, de até 100%.

O município estabelece, ainda, que devem ser observados os protocolos sanitários, em especial no que se refere ao distanciamento mínimo de 1 metro entre as pessoas, além de uso obrigatório de máscara, fornecimento de álcool gel e medição de temperatura, sendo proibidas aglomerações em todas as atividades econômicas e sociais de São Bernardo.

VACINAÇÃO – A Prefeitura de São Bernardo realiza, neste momento, a aplicação da 3ª dose contra a Covid-19 em idosos a partir de 69 anos, além de profissionais de Saúde e nas pessoas imunossuprimidas. Também estão abertas vagas para a imunização de jovens com idade entre 12 e 17 anos. Ademais, todos os públicos já contemplados pela campanha municipal de imunização que ainda não tenham se vacinado com alguma dose contra o Coronavírus podem realizar agendamento no portal da Prefeitura (www.saobernardo.sp.gov.br/web/coronavirus) e no APP SBC na Palma da Mão

OCUPAÇÃO DE LEITOS – A rede de Saúde de São Bernardo conta, atualmente, com 219 leitos destinados a pacientes com Coronavírus, sendo 112 deles em enfermaria e 107 em Unidade de Terapia Intensiva (UTI)

;

Comércio na Marechal Deodoro

Comércio na Marechal Deodoro

Turismo SBC


Últimas Notícias




No Dia do Médico, Prefeitura destaca importância dos profissionais na pandemia


Familiares relatam a dor da perda entre as 600 mil vítimas da COVID-19


EUA liberam entrada de brasileiros vacinados a partir de 8 de novembro; entenda regras


Prefeitura de São Bernardo publica decreto para retorno obrigatório das aulas presenciais


GCM de São Bernardo passa a ter 2º maior efetivo do Estado


Congressistas dos EUA pedem que Biden retire oferta para que Brasil seja parceiro da Otan